Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/01/17 às 18h14 - Atualizado em 18/12/18 às 11h33

Sentenciados da Papuda confeccionam uniformes esportivos

 

Trajes esportivos foram produzidos por internos por meio de contrato celebrado entre Funap e Administração Regional de Santa Maria.


Os internos que realizam atividades produtivas intramuros nas oficinas de profissionalização da Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso do Distrito Federal (Funap-DF), entidade vinculada à Secretaria de Segurança Pública e Paz Social, nas dependências do Complexo Prisional da Papuda, produziram mais de 700 uniformes esportivos para times de futebol de Santa Maria. A utilização da mão de obra das pessoas privadas de liberdade é fruto do contrato celebrado entre Funap e Administração Regional de Santa Maria.

 

A interlocução da Funap com órgãos e empresas, para contribuir com a reintegração social das pessoas presas, não se restringe aos contratos de trabalho para os reeducandos em regime semiaberto, mas também compreende os apenados em funções produtivas intramuros. Iniciativas como esta, de terceirização da mão de obra dos internos, para o diretor-executivo da Fundação, Nery do Brasil, é um passo importante no processo de ressocialização, pois oferece produtividade e profissionalização aos sentenciados em regime fechado. “Estes trabalhos realizados internamente são fundamentais, pois favorecem o processo de reintegração social dos presos, são oportunidades para que eles se profissionalizem e tenham chances de se recolocar na sociedade”, ressalta Brasil.

 

Os mais de 700 trajes esportivos produzidos pelos internos nas oficinas de corte e costura, camisetas e shorts, serão entregues aos clubes que participam do torneio esportivo “Copa da Amizade”, cuja realização é da Administração Regional de Santa Maria.

 

Oficinas

A Funap coordena, dentro do ambiente prisional, no Centro de Reintegração e Reeducação (CIR), oficinas de profissionalização que contemplam aproximadamente 100 apenados. Os internos classificados para realizar atividades laborais intramuros são remunerados por meio da bolsa-ressocialização e podem exercer funções produtivas nas oficinas de marcenaria, serigrafia, corte e costura, panificação, serralheria e na Fazenda Papuda com atividades agrícolas.

O diretor-executivo da Funap explica que a instituição tem reunido esforços para prover uma reestruturação nestes espaços para que o número de pessoas em atividade aumente e, consequentemente, a prática da terceirização da mão de obra dos sentenciados em regime fechado seja mais recorrente. “Nós queremos avançar com este trabalho nas oficinas e vamos buscar parcerias para que haja mais investimento nestes espaços, pois sabemos que por meio do trabalho e da capacitação presos e presas podem reestruturar seus projetos de vida”, destaca Nery.

 

Isabel Nascimento

Assessoria de Comunicação Social

Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso do Distrito Federal 
E-mail:      ascom.funap@gmail.com
Telefone: (61)  3233-8215

Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso - Governo do Distrito Federal

FUNAP

Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso - FUNAP/DF SIA Trecho 02 Lotes 1835/1845 1º Andar - CEP: 71200-020 Telefone: 3233-8215 | E-mail funapdf@yahoo.com.br